Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Com prazo curto, processo contra Janones deve ficar para 2024

    Presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados disse à CNN que acha difícil que a denúncia avance ainda neste ano

    Gustavo Uribeda CNN

    Brasília

    O pedido de cassação contra o deputado federal André Janones (Avante-MG) deve ser discutido na Câmara dos Deputados apenas no ano que vem.

    O presidente do Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, Leur Lomanto (União-BA), disse à CNN que, com a proximidade do recesso de final de ano, dificilmente o processo deve avançar neste ano.

    “Neste ano, deveremos ter mais duas reuniões e há quatro processos em discussão. O ritmo vai depender da Mesa Diretora”, disse o parlamentar. “Mas eu acho que neste ano é difícil”, acrescentou.

    O PL apresentou o pedido de cassação à Mesa Diretora da Câmara dos Deputados na noite de quarta-feira (28). Agora, ele será enviado para o presidente Arthur Lira (PP-AL) e, depois, para o Conselho de Ética.

    O recesso parlamentar tem inicio a partir do dia 23 de dezembro, mas, com o esvaziamento das discussões parlamentares, é comum que deputados e senadores retornem a seus redutos eleitorais a partir de 17 de dezembro.

    Janones, um aliado de primeira hora do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), é acusado da prática de “rachadinha” em seu gabinete parlamentar. Ele nega a prática.

    O portal Metrópoles e a CNN revelaram áudios em que o deputado aparece pedindo a devolução de parte dos salários dos servidores para pagar gastos de campanha e também sugerindo uma vaquinha.

    Tópicos

    Tópicos