Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Congresso aprova que líder da minoria fique por mais um ano na função

    Função é atualmente exercida pelo senador Flávio Bolsonaro

    Flávio Bolsonaro afirmou que a mudança evita a perda de pessoal qualificado por menor estabilidade nas funções
    Flávio Bolsonaro afirmou que a mudança evita a perda de pessoal qualificado por menor estabilidade nas funções Saulo Cruz/Agência Senado

    Douglas Portoda CNN* São Paulo

    O Congresso aprovou, nesta quinta-feira (9), um projeto que aumenta de um para dois anos o período de permanência do líder da minoria.

    Diferente da Câmara e do Senado, no Congresso não há liderança de oposição. O regimento define que o líder da minoria é indicado entre os dois partidos que elegeram as duas maiores bancadas de ambas as Casas e que expressarem posição diversa da maioria em relação ao governo.

    Atual líder da minoria, o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) agradeceu a aprovação.

    “[O projeto] nada mais é do que um aperfeiçoamento administrativo para evitar que essa alternância muito curta resulte em perda grande de pessoal qualificado, por exemplo, que acaba tendo menos estabilidade nessas funções; e possibilita um melhor trabalho da Minoria no Congresso”, disse Flávio Bolsonaro.

    De acordo com o texto do senador Carlos Portinho (PL-RJ), autor da proposta, a escolha será alternada entre senadores e deputados.

    Em sua justificativa, o parlamentar argumentou que o ajuste se faz necessário para diminuir os impactos ligados a questões sobre instalações, pessoal e administração, que podem prejudicar a continuidade nos trabalhados da liderança.

    *Com informações da Agência Senado