CPI cria canal para receber denúncias sobre tratamento precoce da Covid-19

As denúncias sobre a prescrição do tratamento precoce podem ser realizadas por e-mail

CPI da Pandemia cria canal para receber denúncias sobre a prescrição de tratamento precoce contra a Covid-19
CPI da Pandemia cria canal para receber denúncias sobre a prescrição de tratamento precoce contra a Covid-19 Leopoldo Silva/Agência Senado

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia criou, nesta quinta-feira (30), um canal para receber denúncias sobre a prescrição do “tratamento precoce” com medicamentos sem comprovação científica para a Covid-19. O e-mail cpipandemia.denuncias@senado.leg.br está disponível para quem quiser entrar em contato.

O requerimento do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), membro da CPI, para a criação do canal, foi votado durante o depoimento de Luciano Hang, dono das lojas Havan, na quarta-feira (29). O empresário foi convocado após a Comissão identificar que ele possuía ligações com o caso envolvendo a operadora Prevent Senior.

A operadora de saúde é acusada, em um dossiê elaborado por médicos que fazem ou faziam parte de seu quadro de funcionários, de fazer testes com cloroquina no tratamento contra a Covid-19 e ocultar as informações dos pacientes.

Entre as denúncias apresentadas, está a pressão exercida pela Prevent Senior para a prescrição indiscriminada de medicamentos do “kit covid”, como cloroquina, azitromicina e ivermectina. A empresa ainda teria assediado pacientes para aceitarem o tratamento precoce.

A estratégia foi adotada, segundo os documentos, para o governo federal influenciar a população a consumir os medicamentos. Os documentos ainda dizem que a empresa Vitamedic lucrava com a venda dos fármacos, e a Prevent Senior com novas adesões ao plano de saúde.

 

 

Mais Recentes da CNN