CPI da Pandemia ouve diretor da Prevent Senior nesta quarta-feira (22)

Operadora de saúde é acusada de fazer testes com cloroquina no tratamento da Covid-19 e ocultar as informações dos pacientes

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia ouve, nesta quarta-feira (22), o diretor-executivo da Prevent Senior, Pedro Benedito Batista Júnior. O depoimento está previsto para acontecer a partir das 9h30 (de Brasília).

Inicialmente, o diretor-executivo da operadora de saúde seria ouvido na última quinta-feira (16). Entretanto, informou, por nota, que o e-mail de convocação havia chegado apenas no fim da quarta-feira (15), e portanto, não houve tempo hábil para viabilizar seu comparecimento.

A Prevent Senior é acusada, em um dossiê entregue à CPI, de fazer testes com cloroquina no tratamento da Covid-19 e ocultar as informações dos pacientes.

Médicos que trabalham ou trabalhavam na empresa reuniram uma série de irregularidades e encaminharam ao senador Humberto Costa (PT-PE), integrante da Comissão.

Entre as denúncias, está a pressão exercida pela companhia para que fosse prescrito indiscriminadamente o “kit covid”, que é composto por cloroquina, azitromicina e ivermectina, sem eficácia comprovada contra a doença.

A empresa ainda teria assediado pacientes para que aceitassem o tratamento precoce.

A estratégia foi adotada, segundo o dossiê, para o governo federal influenciar a população a consumir os medicamentos.

O Planalto, segundo apuração da CNN, realizou uma lista de sugestões de perguntas para senadores governistas questionarem Pedro Benedito. Eles foram instruídos a defenderem o tratamento precoce e colocarem em dúvida as denúncias.

Foi apresentado um requerimento pela Prevent Senior para a Procuradoria-Geral da Republica (PGR), solicitando uma apuração das acusações.

Segundo a empresa, um casal de médicos teria manipulado dados de uma planilha interna, do dossiê que foi entregue à Comissão, a fim de comprometer a companhia.

O presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD-AM), enviou para aprovação da Comissão um requerimento que pede informações ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP) sobre as denúncias e ameaças feitas aos profissionais.

(Com informações da Agência Senado e Gustavo Uribe, da CNN)*

Mais Recentes da CNN