CPI da Pandemia ouve ex-secretário-executivo da Anvisa José Ricardo Santana

Santana teria participado de jantar em que Roberto Ferreira Dias teria sugerido pagamento de propina na negociação de vacinas

Douglas Portoda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia recebe nesta quinta-feira (26), a partir das 9h30 (no horário de Brasília), José Ricardo Santana, ex-secretário-executivo da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa).

José Ricardo é suspeito de ter ligação direta com Roberto Ferreira Dias, ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, que foi preso durante seu depoimento da CPI, em 7 de julho, por negar que combinou um encontro com o policial militar Luiz Paulo Dominghetti.

Sua prisão foi anulada em 20 de agosto pela Justiça do Distrito Federal. Ele foi exonerado da pasta após denúncia de que teria pedido propina de US$ 1 por dose para autorizar a compra da vacina AstraZeneca pelo governo federal. Dias nega a acusação.

Dias disse em seu depoimento à CPI que José Ricardo teria participado de um jantar com Dominguetti e com o coronel Marcelo Branco, onde teria acontecido o pedido de propina.

 

O ex-secretário-executivo também estaria envolvido com Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos, empresa que estaria envolvida em irregularidades ao intermediar junto ao Ministério da Saúde a compra da vacina Covaxin contra Covid-19 do laboratório indiano Baraht Biotech.

Maximiano e Dias passaram nesta quarta-feira (25) a condição de investigados da CPI, junto de Emanuel Catori, sócio da farmacêutica Belcher, segundo informou à CNN o relator Renan Calheiros (MDB-AL).

(Com informações da Agência Senado e Agência Estado)

Mais Recentes da CNN