Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CPI pode ter sessão na quinta-feira para finalizar leitura de relatório

    Presidente Omar Aziz diz à CNN que pode ser necessária nova sessão caso Renan Calheiros não finalize na quarta-feira a leitura do parecer final, que tem mais de mil páginas

    Senadores na sala da CPI da Pandemia, no Senado Federal
    Senadores na sala da CPI da Pandemia, no Senado Federal Pedro França/Agência Senado

    Gustavo Uribeda CNN

    em Brasília

    O presidente da CPI da Pandemia, Omar Aziz (PSD-AM), disse à CNN que pode ser promovida sessão da comissão de inquérito na próxima quinta-feira (21) caso o relator Renan Calheiros (MDB-AL) não finalize a leitura do parecer final na quarta-feira (20).

    O documento tem mais de mil páginas e há a expectativa de que o grupo de senadores governistas conteste trechos do parecer final durante a leitura do relator, o que pode atrasar a conclusão da sessão legislativa, obrigando à extensão para a quinta-feira (21).

    O vazamento no final da semana passada de trechos da minuta do relatório final, sem que tenha sido discutido anteriormente no âmbito da comissão de inquérito, causou mal-estar no G7, grupo de senadores de oposição e independentes.

    Por causa do vazamento, senadores do campo majoritário defenderam à CNN que seja cancelada reunião marcada para a noite desta segunda-feira (18), na residência de Omar Aziz, para justamente analisar a minuta do parecer final.

    Uma série de divergências na cúpula da CPI da Pandemia sobre os pedidos de indiciamento e os crimes elencados no relatório final foi um dos motivos para adiar a votação do parecer.

    A CNN apurou que a inclusão do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) no parecer dividiu o grupo majoritário do colegiado.

    De acordo com relatos, não há consenso em relação ao pedido de indiciamento do filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).