Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022: Datena desiste de pré-candidatura ao Senado

    Durante o programa Brasil Urgente, o apresentador agradeceu o apoio de Jair Bolsonaro e disse que vai "seguir seu caminho" fora da política

    Da CNN

    Ouvir notícia

    O pré-candidato ao Senado por São Paulo José Luiz Datena (PSC) anunciou nesta quinta-feira (30) que não vai mais concorrer. Durante o programa Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o apresentador afirmou que decidiu “seguir seu caminho” fora da política.

    “Pensei bem e resolvi seguir meu caminho”, afirmou Datena.

    Em conversa com apoiadores nesta quinta, o presidente Jair Bolsonaro (PL) havia declarado apoio ao apresentador.

    “Eu estou com Datena lá [em São Paulo], fechei com o Datena. Ele está em um outro partido. E tem críticas [ao partido]. Assim como tem gente que critica o Tarcísio [por ele estar no Republicanos]. Já era para a gente ter pacificado o negócio.”

    Datena agradeceu o apoio de Bolsonaro e disse que não foi por causa do presidente que sua pré-candidatura não caminhou.

    “Em primeiro lugar eu queria deixar a minha palavra aqui de carinho para com o presidente, que hoje de manha deu uma declaração que tinha me escolhido como senador e foi isso mesmo que foi acordado mas pensei bem e resolvi seguir meu caminho (…) não foi por parte dele que não dei certo”, afirmou Datena.

    Ao anunciar sua desistência, o apresentador disse que sua decisão foi influenciada por ataques de grupos radicais.

    “Ignoro certos grupos radicais que me hostilizaram e me hostilizam, [mas eles] pesaram muito nessa decisão. Sigo com a minha bandeira e meus princípios, sempre em defesa da democracia e da constituição brasileira.”

    Debate

    CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

    *Publicado por Renan Porto, com informações de Giulia Alecrim, da CNN

    Fotos – Os pré-candidatos ao governo de São Paulo

    Mais Recentes da CNN