Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Márcio França sinaliza reavaliar candidatura ao governo, mas deve aguardar definições ao Senado

    Em conversas reservadas com aliados, o ex-governador de São Paulo tem dado mostras que tomará a decisão em conjunto com outras lideranças regionais da legenda e que desistirá caso ajude em uma eleição de Lula

    Tainá FalcãoGustavo Uribeda CNN

    em Brasília

    Ouvir notícia

    O pré-candidato do PSB ao governo de São Paulo, Márcio França, tem sinalizado em conversas reservadas com um grupo de aliados que pode desistir da candidatura ao Palácio dos Bandeirantes em nome de uma unidade nacional entre PT e PSB.

    Segundo relatos feitos à CNN, nas últimas semanas, o ex-governador paulista deu mostras que não deve levar adiante uma candidatura própria para apoiar o ex-prefeito Fernando Haddad, do PT.

    Ele tem destacado que tomará a decisão em conjunto com outras lideranças regionais da legenda e que desistirá caso ajude em uma eleição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT.

    De acordo com lideranças do partido, no entanto, França pretende anunciar uma decisão apenas após uma melhor definição no cenário eleitoral para a disputa ao Senado Federal.

    A principal preocupação, de acordo com líderes de esquerda, é a eventual candidatura de José Luiz Datena, do PSC, que tem aparecido em primeiro nas pesquisas eleitorais.

    A legislação eleitoral determina que, a partir de hoje, candidatos não podem mais apresentar programas de televisão e rádio. Mesmo que Datena esteja ausente dos programas que apresenta, a avaliação é de que é preciso aguardar até o final de julho.

    Apesar de o apresentador ter afirmado que será mesmo candidato, há dúvidas mesmo entre auxiliares do Palácio do Planalto se ele manterá a candidatura até o final, já que ele recuou no passado.

    Procurado pela CNN, França não respondeu à reportagem.

    Fotos – os pré-candidatos ao governo de São Paulo

    Mais Recentes da CNN