Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Deputada federal Daiana Santos afirma ter sido ameaçada de “estupro corretivo”

    Segundo a parlamentar, que é lésbica, o autor do e-mail teria mencionado que “estupro corretivo” é uma “terapia” que cura “homossexualismo feminino”

    A deputada Daiana Santos (PCdoB-RS) durante discurso na Câmara
    A deputada Daiana Santos (PCdoB-RS) durante discurso na Câmara Bruno Spada/Câmara dos Deputados

    Gabriele Kogada CNN*

    Em São Paulo

    A deputada federal Daiana Santos (PCdoB-RS) afirma ter recebido ameaças de estupro em seu e-mail na noite do dia 14 de agosto.

    Segundo Daiana –primeira parlamentar assumidamente lésbica eleita no Rio Grande do Sul–, o autor do e-mail teria mencionado que o “estupro corretivo” é uma “terapia” que cura “homossexualismo feminino”, já que “ser sapatão é uma aberração”.

    Vídeo: Viúva de Marielle recebe ameaça por e-mail

    O caso foi registrado na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes por Discriminação Racial, Religiosa ou por Orientação Sexual ou Contra a Pessoa Idosa ou Com Deficiência (Decrin), em Brasília. A delegada-chefe, Ângela Maria dos Santos, informou que os fatos estão sendo apurados pela Polícia Civil por possuírem teor homotransfóbico.

    Para Daiana, a ameaça caracteriza uma tentativa de intimidação. “Essa ação criminosa só mostra a importância da nossa atuação e da necessidade e comprometimento do Estado brasileiro com a garantia da proteção da vida da população LGBTQIAP+. Não iremos nos calar.”

    De acordo com a assessoria da deputada, em agosto –mês da visibilidade lésbica–, e-mails com o mesmo teor preconceituoso também foram enviados a outras parlamentares LGBTQIAP+.

    *Sob supervisão de Vinícius Bernardes