Deputados pró-Lira afrontam Maia e autoconvocam cúpula da Câmara

Articulação tem como pano de fundo o racha na bancada do PSL

Bárbara Baião, da CNN, em Brasília

Ouvir notícia

 

Aliados do deputado Arthur Lira, do PP, que integram a Mesa Diretora da Câmara convocaram para esta sexta-feira (15) uma reunião do colegiado à revelia da decisão do presidente Rodrigo Maia. A articulação tem como pano de fundo o racha na bancada do PSL, que deu início a um processo que pode resultar na expulsão de parlamentares que indicaram preferência pelo líder do Centrão na disputa à presidência da Casa.

O prazo para que o grupo apresente a defesa termina na segunda-feira (18), mesmo dia em que Maia tinha agendado o encontro da cúpula da Casa.

A maioria pela antecipação da reunião foi formada pelos deputados Marcos Pereira, do Republicanos, Soraya Santos, do PL, Expedito Netto, do PSD e André Fufuca.

Mensagem encaminhada pela Secretaria Geral da Mesa com a convocação
Mensagem encaminhada pela Secretaria Geral da Mesa com a convocação
Foto: Reprodução

Segundo relatos feitos à CNN, o grupo também deve argumentar que não pretende aceitar a indicação do deputado Mário Heringer, do PDT, para ser o relator do pedido do deputado Vitor Hugo, do PSL, que contesta a decisão da legenda comandada por Luciano Bivar de suspender os 32 deputados que rejeitam apoiar a candidatura de Baleia Rossi, do MDB. O PDT é uma das siglas que aderiram à candidatura do emedebista, que tem ao lado 11 partidos, com 278 deputados.

Se essa maioria se consolidar na formalização dos blocos, o grupo terá as primeiras pedidas na composição da Mesa Diretora, o que ajuda a garantir apoio para a candidatura dele.

A expectativa é que essa pressão também leve Maia a responder a outros questionamentos.

Mais Recentes da CNN