Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Dilma diz que Temer tenta “limpar condição de golpista”

    Em entrevista, o ex-presidente afirmou que a petista é “honestíssima” e que o impeachment ocorreu porque ela não soube dialogar com o Congresso

    Da CNN

    A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta sexta-feira (22) que os comentários recentes de Michel Temer (MDB) sobre o impeachment são uma tentativa do emedebista de tentar se livrar da pecha de “golpista”. Segundo Dilma, a história não perdoa traição.

    Na quinta-feira (21), em entrevista ao UOL, o ex-presidente afirmou que a petista é honestíssima e que o impeachment ocorreu porque ela tinha “dificuldades de se relacionar”.

    Em nota, Dilma afirmou que foi alvo de “uma das maiores traições políticas dos tempos recentes”.

    “Eu agradeceria que o senhor Michel Temer não mais buscasse limpar sua inconteste condição de golpista utilizando minha inconteste honestidade pessoal e política. É justamente essa qualidade que despreza, rejeita e repudia uma avaliação que parte de alguém que articulou uma das maiores traições políticas dos tempos recentes.

    É de todo inócuo afirmar que não houve um golpe, pois este personagem se ofereceu como vice-presidente por duas vezes.”

    A ex-presidente afirmou que o motivo citado por Temer para explicar o impeachment não tem fundamentação legal.

    “Lembro ainda que a ‘dificuldade de diálogo com o Congresso’ não é razão legal e constitucional para impeachment em um regime presidencialista, como ele bem sabe. Tal ‘dificuldade’ era uma integral rejeição às práticas do presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha, criador do Centrão, que queria implantar com o meu beneplácito o ‘orçamento secreto’’.”

    Segundo Dilma, “Temer não engana mais ninguém”.

    “Finalmente, relembro que a História não perdoa a prática da traição. O senhor Michel Temer não engana mais ninguém. O que se conhece dele é mais que suficiente para evitá-lo, razão pela qual não pretendo mais debater com este senhor.”

    No Twitter, Temer rebateu dizendo que a nota de Dilma é “desarrazoada” e não merece resposta.

    “É tão desarrazoada a manifestação da ex-presidente Dilma Rousseff que não merece resposta…”

    Debate

    A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

    *Publicado por Renan Porto