Diretores da Anvisa e Butantan confirmam participação em audiência no Congresso

Objetivo é acompanhar a situação fiscal e a execução orçamentária relacionadas ao combate à Covid-19

Prédio do Congresso Nacional, em Brasília
Prédio do Congresso Nacional, em Brasília Foto: Ricardo Moraes / Reuters

Ouvir notícia

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, confirmaram participação na audiência pública da Comissão Mista destinada a acompanhar a situação fiscal e a execução orçamentária relacionadas ao combate à Covid-19, que acontece nesta sexta-feira (13), às 9h30.

“Mesmo com a retomada dos testes, é importante essa audiência porque temos várias vacinas em andamento e precisamos saber qual é a espinha dorsal da conduta da Anvisa. Aconteceram falhas bobas na comunicação que acabaram politizando a situação, mas precisamos das vacinas e da confiança da população nelas e em todo o processo. Queremos que seja tudo muito bem explicado para população ter confiança nas vacinas que vão sair e nas instituições responsáveis por esse processo”, disse o presidente da comissão, senador Confúcio Moura (MDB).

Assista e leia também:
Vacinas: qual a diferença entre ‘evento adverso grave’ e ‘efeito adverso grave’?
Acordo define que Butantan custeia Coronavac, mas sem propriedade intelectual
Recebemos dados incompletos do Butantan, diz gerente da Anvisa sobre a Coronavac
Quero acreditar que seja independente e técnica, diz Dimas Covas sobre Anvisa

Os parlamentares querem explicações dos diretores sobre o andamento dos estudos clínicos relacionados à Coronavac e maiores esclarecimentos sobre os motivos que levaram à suspensão dos testes da vacina na terça-feira (10).

Os requerimentos de convite foram aprovados em sessão na quarta (11), que foi marcada de última hora, após a suspensão dos testes da Coronavac.

O Congresso está em “recesso branco” essa semana, ou seja, sem sessões nas duas Casas por causa das eleições de domingo (15). Diante da gravidade da situação, os parlamentares resolveram se reunir ainda esta semana.

Mais Recentes da CNN