Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Doria tem candidatura certa, mas teve recuo por decisão coletiva, diz Bruno Araújo

    PSDB irá decidir com o União Brasil e o MDB qual postulante à Presidência da República pode agregar mais força nas eleições de 2022

    Douglas Portoda CNN

    em São Paulo

    O presidente do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB)Bruno Araújo, disse nesta terça-feira (29), em entrevista à CNN, que o governador de São Paulo, João Doria, tem sua candidatura à Presidência da República certa pela sigla, mas recuou para buscar uma decisão coletiva com o União Brasil e o Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

    Doria foi o vencedor das prévias do PSDB em novembro do ano passado, superando o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. A senadora Simone Tebet é a pré-candidata do MDB ao Palácio do Planalto. Já o União Brasil ainda não tem um nome definido para a disputa.

    “O governador Doria venceu as prévias e tem uma candidatura certa no PSDB. Mas no momento teve um gesto de dizer: ‘olha, essa candidatura não vai a lugar nenhum se sair uma candidatura do União Brasil, do MDB e do PSDB’. Então há um recuo para nós nos submetermos a uma decisão coletiva entre esses partidos políticos para ver qual é a candidatura que pode agregar forças”, afirmou.

    “Não quer dizer que nós possamos não ter o governador João Doria como candidato ou não ter a senadora Simone Tebet ou a alternativa do União Brasil. Nós vamos ter um entendimento político onde possa se identificar quem aglutina mais forças e condições objetivas de apresentar uma alternativa real para quebrar essa polarização no Brasil”, continuou.

    No último domingo (27), Doria alegou que as tentativas de parte dos tucanos de remover sua candidatura seria um “golpe”.

    “As prévias foram realizadas durante três meses em todo o Brasil, 44 mil eleitores do PSDB votaram. Houve a homologação, um ato celebrado em Brasília com os três candidatos que disputaram, o senador Arthur Virgílio, o governador Eduardo Leite e eu, com a presença do presidente nacional do PSDB”. “Qualquer outro sentimento diferente disso é golpe”, indicou Doria.

    Leite renunciou ao seu cargo de governador e anunciou que permaneceria no PSDB na última segunda-feira (28). Em declaração à CNN, o político afirmou que se sente preparado para concorrer ao cargo de presidente pela legenda.

    “Dentro do partido, da sociedade, existem movimentos que provocam para que eu possa ser [candidato], para eu conduzir um projeto alternativo. Me sinto pronto para ser candidato. Quando a convergência [de partidos] acontecer, iremos com força e disposição. Mas respeito as prévias”, proclamou Leite.

    CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.