Eleições têm instabilidade no e-Título, 140 prisões e 2700 urnas quebradas

Mais de 147 milhões de eleitores escolhem neste domingo (15) prefeitos e vereadores em 5.567 municípios pelo Brasil

André Rigue, da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

A votação para a escolha de vereadores e prefeitos no primeiro turno das eleições municipais ocorre sem grandes problemas na maior parte do Brasil. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no entanto, muitos eleitores relataram dificuldades para conseguir justificar o voto através do aplicativo e-Título.

Acompanhe a apuração dos votos para prefeitos e vereadores em tempo real

Segundo o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, o problema ocorreu devido a um ataque por excesso de acessos. A orientação do tribunal é que o eleitor tente acessar o aplicativo mais tarde, caso encontre alguma dificuldade. Saiba o passo a passo para justificar pelo celular.

Segundo dados apresentados pelo presidente do TSE, às 16h deste domingo, foram registradas 2.717 substituições de urnas eletrônicas, o que representa apenas 0,6% do total, de mais de 400 mil.

Leia também:
Tentativa de ataque foi neutralizada pelo TSE e operadoras, diz Barroso
Levar a própria caneta e ir sozinho: as recomendações para a votação deste ano
Meu local de votação mudou? Veja como consultar
Entenda o que fazem os prefeitos e quanto eles ganham no Brasil

Sobre crimes eleitorais, foram contabilizadas 580 ocorrências, sendo que 140 resultaram em prisão. Segundo o presidente do TSE, 45 dos presos são candidatos nesta eleição – são cerca de 550 mil candidatos no geral.

Barroso afirmou que a maior parte das prisões aconteceu por boca de urna ou propaganda ilegal.

Ao todo, 147.918.483 eleitores estão aptos para escolher vereadores, prefeito – e vice-prefeito – de 5.567 municípios. Tradicionalmente realizada no primeiro domingo de outubro, a votação foi adiada em função da pandemia do novo coronavírus.

Eleitor em cabine de votação
Eleitor em cabine de votação para escolher vereador e prefeito
Foto: Marcelo Camargo – 15.nov..2020 / Agência Brasil 

Presidente e ex-presidentes votam

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) votou rapidamente em colégio eleitoral no Rio de Janeiro.

O ex-presidente Michel Temer votou em São Paulo. Ele foi um dos primeiros a comparecer às urnas. Já o também ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva votou em São Bernardo do Campo.

Mudanças no sistema em 2022

Barroso sinalizou com mudanças no sistema de votação ao comentar o projeto Eleições do Futuro neste domingo (15).

“Temos, desde 1996, urnas eletrônicas que funcionam muito bem do ponto de vista de confiabilidade do resultado. A aplicabilidade ou não de um novo modelo [eleitoral] em 2022 vai depender da segurança que possamos ter com as alternativas oferecidas. Nós temos um teste triplo: segurança, sigilo e eficiência. Se algum dos modelos se mostrar confiável, imagino que sim, já possamos implantar em 2022”, disse.

Mais Recentes da CNN