Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em encontro sem Bivar, deputados do União Brasil decidem apoiar a reeleição de Lira

    O presidente do partido tentou adiar a reunião, mas acabou isolado

    Julliana Lopesda CNN

    em Brasília

    Em reunião nesta quarta-feira, a bancada do União Brasil na Câmara dos Deputados aprovou o apoio da legenda à reeleição de Arthur Lira (PP-AL) ao comando da Casa. Apesar de convidado, o presidente da sigla, Luciano Bivar, não participou do encontro, que foi comandado pelo líder do partido na Casa, deputado Elmar Nascimento.

    A CNN apurou que o presidente do União tentou adiar a reunião, mas acabou isolado. Em vez de encontro com os correligionários, Luciano Bivar participou de reunião, nesta quarta-feira, com os petistas José Guimarães e Gleisi Hoffmann.

    Após as eleições, Bivar cogitou lançar uma candidatura para enfrentar Lira, mas sofreu com a resistência dentro do próprio partido. Nos últimos dias, segundo parlamentares do União, a estratégia foi tentar se aproximar do PT para discutir a participação do partido na composição das comissões no Congresso Nacional a partir de 2023.

     

    A CNN apurou que 44 deputados participaram do encontro e aprovaram, por unanimidade, o apoio à recondução do presidente da Câmara. Os parlamentares também decidiram pela continuidade de Elmar Nascimento na liderança do partido na Casa. E pela adoção de uma postura neutra em relação ao governo de Lula.

    Após a decisão, Luciano Bivar e Elmar Nascimento anunciaram o apoio à reeleição de Arthur Lira em coletiva na Câmara, com a presença do próprio presidente da Casa.

    Bivar afirmou que o Brasil vive um “momento muito sensível” e que “as decisões com as pessoas que têm mais equilíbrio” vão conduzir o Brasil rumo a um melhor desenvolvimento.

    “Nós caminharemos juntos com o presidente Arthur Lira como nosso candidato à presidência da Câmara dos Deputados. Então, Arthur, só queria dizer que nós confiamos na sua imparcialidade, na sua defesa do Poder Legislativo, defesa das instituições e, por consequência, o Estado de Direito”, declarou.

    Arthur Lira, por sua vez, agradeceu o apoio do União Brasil e ressaltou que o partido só está atras em número de deputados em relação ao PL e à federação do PT na Câmara.

    “Agradeço com muita emoção o apoio. […] Esse momento que se aproxima é de equilíbrio, apaziguamento, de discussões sobre as pautas do Brasil. Os partidos que vêm reunindo as suas bancadas e antecipando [apoio] é porque sabem que precisamos fortalecer o movimento do Parlamento”, disse. “Sempre o que imperou na Casa foi a vontade da maioria em detrimento da vontade pessoal da presidência da Casa.”

    Indagado sobre eventual apoio do PT a Lira, Elmar Nascimento disse que o União “não tem nenhum preconceito”, mas que caberá a Lira “conduzir essa questão de bloco”.

    “A gente conversa com todo mundo, estivemos com a presidente Gleisi hoje, conversa do dia a dia. É preciso pacificar esse país”, acrescentou.