Escolhido ministro, Pazuello quer continuar militar da ativa

Comandante do Ministério da Saúde tem pouco mais de um ano de carreira militar ativa antes da aposentadoria

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

Eduardo Pazuello fica no Ministério da Saúde, mas não quer antecipar a ida para a reserva. Ele tem pouco mais de um ano de carreira militar ativa antes da aposentadoria. Permaneceria nos dois.

O Palácio do Planalto afirma que é questão de foro íntimo. Já aceitou a briga de escolher um ministro da Saúde que não é médico durante uma pandemia, e agora caminha para enfrentar a polêmica de ter um ministro militar que permanece nos quadros da ativa do Exército.

Leia também:
Eduardo Pazuello será efetivado como ministro da Saúde
Por vacina, governos Bolsonaro e Doria se aproximam
Bolsonaro desiste de recriar Ministério da Segurança e avalia extinguir Turismo

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello
Eduardo Pazuello será efetivado no ministério da Saúde
Foto: Adriano Machado/Reuters (9.jun.2020)

Impasse similar vivido pelo general Luís Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo, que ingressou no governo ainda sendo da ativa. A demora em se aposentar levantou rumores de que ele poderia virar comandante do Exército, o que gerou muito mal estar no meio militar mas não se confirmou. Ramos foi para reserva.

Mais Recentes da CNN