Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Fachin fala sobre desinformação e segurança em reunião de transição do TSE

    Posse acontecerá na próxima terça-feira (22); Alexandre de Moraes foi eleito vice-presidente do Tribunal

    Danilo MoliternoTiago Tortellada CNN

    Ouvir notícia

    Os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes participaram de reunião com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, para a transição da gestão do Tribunal. Fachin e Moraes foram eleitos presidente e vice-presidente, respectivamente, e vão tomar posse na próxima terça-feira (22).

    O novo presidente do TSE falou sobre desinformação e segurança cibernética durante seu discurso.

    “Segurança cibernética é um item essencial. Há ataques de diversas formas e origens; a Rússia é um exemplo dessas procedências. O alerta quanto a isso é máximo e vem num crescendo. A guerra contra a segurança no ciberespaço foi declarada. Violar a estrutura de segurança do Tribunal Superior Eleitoral abre uma porta para a ruína da democracia. Aqueles que patrocinam esse caos sabem o que estão fazendo para solapar o Estado de Direito”, colocou.

    Fachin também falou em recuperar a reputação institucional do Tribunal e combater a desinformação eleitoral.

    “O Brasil democrático, especialmente em 2022, se integra à comunidade internacional, cuja articulação será um dos eixos de nosso trabalho a ser exposto aqui também”, disse o ministro.

    Vamos, enfim, priorizar ações contra os fluxos de desinformação que foram promovidos, sistematicamente, para atingir a reputação do Tribunal. Vamos realçar a integridade dos pleitos nacionais, a eficiência e o papel fundamental do trabalho levado a efeito pela Justiça Eleitoral no Estado de direito democrático. Atuaremos com transparência total, porquanto apesar do populismo autoritário a democracia vai triunfar em 2022, acrescentou.

    Por fim, Edson Fachin disse que o papel da Justiça Eleitoral não é definir um ganhador e que a tarefa mais importante em uma eleição democrática é “jogar com as regras do jogo e aceitar o resultado”.

    O novo vice-presidente do TSE, ministro Alexandre de Moraes, parabenizou o trabalho de Barroso e disse que “é uma transição de continuidade ao trabalho que se iniciou com Barroso”.

    “Somos três pessoas que nem sempre concordam em tudo, mas que têm as mesmas ideias relacionadas à democracia, às instituições e, sobretudo, à Justiça Eleitoral”, acrescentou.

    Barroso, por sua vez, lembrou que já atua com os outros dois ministros, o que possibilitará que continuem em uma mesma direção.

    “O TSE tem procurado ser uma importante trincheira de reafirmação dos valores democráticos e de proteção às instituições brasileiras. Então, fico muito confortável em saber que o trabalho que iniciamos terá continuidade sob a condução conjunta do ministro Edson Fachin e do ministro Alexandre de Moraes. Estou indo embora, mas o meu coração fica aqui”, declarou.

    A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

    Mais Recentes da CNN