Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Flávio Dino marca reunião com Mourão, mas enfrenta resistência de senadores bolsonaristas

    Estratégia para obter votos foi definida em jantar em Brasília; Dino vai procurar todos os senadores que quiserem recebê-lo

    Basília Rodriguesda CNN

    em Brasília

    Indicado pelo governo ao Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Flávio Dino traçou um roteiro de visitas, que inclui senadores bolsonaristas, em busca de votos para o STF.

    Nos próximos dias, Dino irá ao gabinete de Hamilton Mourão (Republicanos-RS), hoje senador pelo Rio Grande do Sul e ex-vice-presidente.

    Por outro lado, pelo menos cinco políticos ligados à antiga gestão, de acordo com aliados de Dino, já fizeram chegar a informação de que não irão aceitar a visita. É o caso dos senadores Magno Malta (PL-ES) e Cleitinho (Republicanos-MG).

    À CNN, o líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), afirmou que Dino vai bater na porta de todos os senadores que quiserem recebê-lo. A estratégia foi definida em jantar com senadores governistas nesta terça-feira (29).

    “Irá falar com todos os dispostos a recebê-lo, a não ser aqueles que não quiserem. Ele irá procurar todos; quem não quiser, paciência”, afirmou.

    À CNN, Mourão respondeu que vai receber Dino por educação, mas que irá votar contra a indicação dele. “Não receber é falta de educação. Por outro lado, é o momento de, cara a cara, deixar claro por que não apoio sua indicação para o STF”.

    A CNN tenta contato com os senadores Cleitinho e Magno Malta.

    Veja também – Dino diz que “mudará roupa” caso seja aprovado: “Ministro do STF não tem lado político”