Freire diz que conversa com PSDB avançou, mas mantém candidatura de Vieira

Presidente do Cidadania acredita que as federações devem contribuir para redução do número de partidos no Brasil

Douglas PortoFábio Munhozda CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

O presidente do Cidadania Roberto Freire declarou, nesta quinta-feira (27), em entrevista à CNN, que a candidatura do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) à Presidência da República está mantida até o momento, mesmo com o avanço nas conversas sobre uma federação partidária com o PSDB.

“Essas tratativas evidentemente que permanecem. Não vai haver nenhuma retirada de candidatura se não for discutida a concretização da federação e a escolha do candidato desta federação”, afirma.

Freire explica que caso a federação seja concretizada, haverá uma discussão sobre qual candidato será o representante dos partidos. O governador de São Paulo, João Doria, venceu as prévias do PSDB em novembro do ano passado, sendo escolhido como candidato ao Palácio do Planalto.

De acordo com o dirigente do Cidadania, irá acontecer uma reunião entre os partidos neste final de semana. “Eu acredito que esse processo pode ter uma aceleração se realmente nós quisermos caminhar para a federação. Me parece que a unanimidade que foi a aprovação hoje deste indicativo no PSDB e a grande maioria nossa na semana retrasada nesse sentido, eu acho que temos tempo e vamos caminhar.”

O movimento partidário atual é visto por Freire como uma forma de reduzir o número de legendas no Brasil, com as federações entrando como uma “forma legítima e constitucional”, que “vai criar mecanismos para que se trabalhem esses embriões de futuro partidos.”

Ele cita o União Brasil, que surgiu de uma fusão do PSL e do Democratas, como exemplo. “Isso está em curso. Portanto, vai ter um trabalho de, no momento em que houver a federação, vamos ter que trabalhar para que isso se transforme em um partido”, declara.

 

 

Mais Recentes da CNN