Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Governo deve reconhecer erro, diz Ciro Nogueira à CNN sobre MP do PIS/Cofins

    Avaliação do presidente do PP é de que gestão federal precisa focar em cortes de gastos

    Renata Souzada CNN

    São Paulo

    A avaliação do presidente do PP, Ciro Nogueira (PP-PI), é de que o governo federal precisa reconhecer que cometeu um erro com a medida provisória (MP) que taxa exportações como forma de compensar a manutenção da desoneração da folha de 17 setores.

    “O que eu acho que cabe ao governo é reconhecer o erro e parar de criar problemas para o país, parar de criar insegurança tributária para quem quer investir, e voltar a focar em uma gestão eficiente, diminuir os custos, diminuir os gastos”, disse, nesta terça-feira (11), o senador ao CNN 360º (segunda a sexta, 15h).

    O imbróglio sobre a desoneração da folha de 17 setores da economia — que inicialmente valeria até 2027 — foi resolvido com um acordo entre o Planalto e o Congresso que estabelece que a cobrança tributária seja retomada, de forma gradual, a partir de 2025.

    Como forma de compensar a prorrogação, a Fazenda propôs a MP. Para o senador, porém, a estratégia do governo deveria ser cortar gastos.

    “O governo só cria, toda hora, bombas fiscais para o Brasil”, disse. “Quando não é aumentando os gastos, é criando mais impostos para pagar esses gastos. Então isso tem que parar. Eu acho que o governo tem que focar em cortar gastos”.

    “Tem uma gordura que ele criou no início, quando assumiu, que eu acho que pode ser efetivada para compensar a questão da desoneração”, acrescentou.

    A CNN procurou o Planalto para comentar as declarações de Nogueira e aguarda retorno.