Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Incêndio no Pantanal: 30 dos 54 focos estão extintos, diz Marina Silva

    Boletim divulgado pelo governo federal aponta que queimadas foram causadas por ação humana; investigação está em andamento

    Marina Silva ainda disse que o governo está viabilizando a contratação de novos brigadistas
    Marina Silva ainda disse que o governo está viabilizando a contratação de novos brigadistas 27/02/2024REUTERS/Carla Carniel 

    Marina DemoriGabbriela Verasda CNN Brasília

    Dos 54 focos de incêndio registrados no Pantanal, 30 foram extintos, informou, nesta quarta-feira (10), a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

    “O fato de estarem extintos não significa que não devem continuar a ser monitorados. A gente não para de fazer o monitoramento”, disse a ministra após reunião da Sala de Situação criada para monitorar os incêndios no Pantanal e na Amazônia.

    MP publicada

    Segundo Marina, o governo está viabilizando a contratação de novos brigadistas. Para facilitar, foi publicada uma medida provisória (MP) que reduz de dois anos para três meses o intervalo de recontratação de profissionais.

    Atualmente, 183 profissionais atuam no combate aos incêndios no Pantanal.

    “Isso nos dá velocidade na ampliação das equipes porque tem todo um processo legal dentro das normas estabelecidas pela contratação de brigadistas em que era preciso um interstício de seis meses para poder fazer essas contratações”, explicou a ministra. “Agora, nós podemos fazê-las de forma mais célere”.

    Segundo o diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Jair Schmitt, o número de brigadistas atuando no Pantanal deve passar para 250.

    Ação humana

    O boletim divulgado pelo governo federal na terça-feira (9) aponta também que todos os incêndios no bioma, registrados em maio e junho, foram causados por ação humana.

    A Polícia Federal, que investiga as causas dos incêndios, já identificou os locais onde foram iniciadas as queimadas, e segundo Marina Silva haverá indiciamentos.