Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Indígena suspeito de atos antidemocráticos vai continuar preso

    José Acácio Serere Xavante passou por audiência de custódia nesta terça-feira (13)

    Cacique José Acácio Serere Xavante detido em Brasília
    Cacique José Acácio Serere Xavante detido em Brasília Reprodução

    Gabriela Coelhoda CNN

    Em Brasília

    O indígena José Acácio Serere Xavante, preso pela Polícia Federal nesta segunda-feira (12), vai continuar detido. O homem passou por uma audiência de custódia nesta terça-feira (13).

    O Supremo Tribunal Federal (STF) informou que a audiência acabou às 18h30 e que ele segue preso. A Corte, entretanto, não deu detalhes pelo sigilo da ação.

    Serere Xavante foi preso por suspeita de participação em atos antidemocráticos. A detenção foi solicitada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e autorizada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

    Segundo a Polícia Federal (PF), Serere Xavante teria realizado manifestações de cunho antidemocrático em diversos locais de Brasília.

    Após a prisão do líder indígena, os manifestantes tentaram invadir o prédio da PF em Brasília, queimaram veículos e transportes públicos. A Polícia Militar do Distrito Federal deslocou guarnições para controlar a situação com a aplicação das forças táticas e batalhão de choque.

    A CNN aguarda manifestação da defesa do indígena.