Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Jovem vibrante’, diz Doria sobre Bruno Covas

    Governador relembra trajetória ao lado do tucano, com quem disputou a prefeitura de SP em 2016

    Da CNN, em São Paulo

     

    Em entrevista à CNN neste domingo (16), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), relembrou a trajetória que ele e o prefeito Bruno Covas (PSDB) mantiveram lado a lado na candidatura a prefeito e vice-prefeito de São Paulo nas eleições municipais de 2016. “Eu escolhi um jovem vibrante e que representava a juventude do PSDB”, comentou Doria — que prestou solidariedade ao seu colega de partido, que morreu na manhã deste domingo. “Eu defendi a chapa pura, defendi Bruno Covas, fomos disputar as eleições”, acrescenta.

    O governador falou que um dos pontos de afinidade entre eles é a defesa pela renovação do PSDB. “Bruno sempre defendia renovação e transformações no seu partido e este é um dos legados que ele deixa para todos nós, do PSDB, e todos os seus colegas.”

    Na segunda-feira, dia 10, João Doria fez uma visita ao Bruno Covas no Hospital Sírio-Libanês, onde ele estava sendo cuidado por uma equipe de médicos, entre eles o infectologista David Uip, mesmo médico que cuidou de seu avô, Mário Covas.

    “Bruno teve a grandeza de dizer ao David e aos demais médicos que estavam com ele, no seu apartamento no Sírio Libanês, que ele seguiria aquilo que fez o seu avô. Seu avô não quis ser intubado e ter uma vida prolongada mecanicamente. Teve a coragem de dizer: ‘Vou no meu tempo’. E foi exatamente isso que disse Bruno Covas aos seus médicos na sexta-feira da semana passada.”

    Na ocasião desta visita, do seu leito no hospital, Doria conta que os dois tiveram uma conversa de 1 hora e 20 minutos na qual eles pontuaram a atuação do vice Ricardo Nunes, já na condição de prefeito em exercício.

    “Mais da metade conversamos a sós, como ele pediu, e por duas vezes Bruno reafirmou a sua confiança no Ricardo Nunes. Primeiro, elogiando o Ricardo durante toda a conduta ao lado dele nestes primeiros meses à frente da prefeitura de São paulo. Depois, elogiando características pessoais do Ricardo Nunes e que davam a ele, Bruno, muita confiança na gestão que Ricardo já estava exercendo como prefeito em exercício.”

    Questionado se o projeto da campanha tucana em 2020 será cumprido pelo vice, Doria garantiu: “Sou fiador, sou testemunha e tenho absoluta convicção disso.”

    Bruno Covas e João Doria
    Bruno Covas, candidato à reeleição na prefeitura de São Paulo, e João Doria, governador do estado
    Foto: Patrícia Cruz via Fotos Públicas

    Legado de Bruno Covas

    João Doria foi amigo de Bruno e destaca a relação que o prefeito tinha com seu filho, Tomás, de 15 anos.

    “A relação do Bruno com o Tomás não era apenas de pai e filho. Eram duas pessoas apaixonadas. Raras vezes vi um pai tão dedicado e apaixonado pelo filho e um filho tão admirador de um pai. Eu convivi durante muitos anos com eles, fomos assistir muitas partidas de futebol juntos na Vila Belmiro, no Pacaembu, no Morumbi.”

    Sobre a vida pública e política, Doria diz que Bruno é uma perda para todo o Brasil, já que tal qual seu avô, era um democrata. “Sempre foi um defensor da democracia, da liberdade de expressão, dos direitos coletivos, da diversidade, pluralidade, dos direitos de imprensa, liberdade à crítica, da defesa plena da Constituição, da defesa da vida e da existência e deu exemplo concreto disso na triste pandemia que vivemos, também na defesa dos mais pobres, humildes e vulneráveis.”