Julgamento sobre depoimento de Bolsonaro deve ocorrer na semana que vem

Decisão de marcar o julgamento do recurso será do presidente do STF, Luiz Fux

Estátua da Justiça na frente do Supremo Tribunal Federal, em Brasília
Estátua da Justiça na frente do Supremo Tribunal Federal, em Brasília Foto: José Cruz - 3.mar.2015/ Agência Brasil

Basília Rodriguesda CNN

Ouvir notícia

O Supremo Tribunal Federal amanheceu com a expectativa de que o julgamento sobre o recurso em que o presidente Jair Bolsonaro pede para depor por escrito ocorra nos dias 7 e 8 de outubro, portanto daqui uma semana. Isso daria tempo para o relator, ministro Celso de Mello, participar antes da aposentadoria, que se dará no dia 13.

A decisão de marcar o julgamento será do presidente da corte, Luiz Fux. Auxiliares do ministro afirmam que ele marcará uma data em que ainda seja possível a participação do decano. E mais: Fux deve atender o apelo de Celso para que a sessão tenha “ampla publicidade” e ocorra em tempo real, a um clique de quem quiser assisti-la, por videoconferência.

Leia também:
Marco Aurélio diz ver despacho de Celso com ‘bons olhos’, mas alfineta colega
Decisão de Celso de Mello permite que Moro seja ouvido

Pelas contas de assessores do tribunal, como o decano da corte deu prazo de cinco dias para o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro, também investigado no inquérito, se manifestar no processo, Fux deve marcar a sessão em seguida.

Se não fosse o revés promovido pelo despacho de Celso de Mello, nesta terça-feira, o julgamento ocorreria sem debate e sem público. Apenas com a divulgação do resultado, por meio do plenário virtual.

Mais Recentes da CNN