Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lewandowski prestará esclarecimentos em comissão da Câmara sobre fuga de Mossoró

    Ministro da Justiça será ouvido na Comissão de Segurança Pública da Câmara; ministro da Educação, Camilo Santana, também vai ao Congresso Nacional dar explicações

    Requerimento foi feito por deputados da oposição
    Requerimento foi feito por deputados da oposição Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

    Patrícia Nadirda CNN

    Brasília

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, comparecerá à Comissão de Segurança Pública da Câmara dos Deputados nesta terça-feira (16), às 14h (horário de Brasília).

    O ministro vai prestar esclarecimentos sobre a fuga da Penitenciária Federal de Segurança Máxima de Mossoró (RN), em fevereiro deste ano. O comparecimento foi confirmado pela CNN.

    Além da fuga inédita, Lewandowski será cobrado sobre as medidas adotadas pelo governo para conter o avanço do crime organizado no país. Os requerimentos de convite ao ministro foram propostos pelos deputados de oposição Sanderson (PL-RS), Delegado Caveira (PL-PA), Delegado Fabio Costa (PP-AL), Delegado Ramagem (PL-RJ), Rodolfo Nogueira (PL-MS), Rodrigo Valadares (União-SE), Sargento Gonçalves (PL-RN) e Delegado Paulo Bilynskyj (PL-SP), Dayany Bittencourt (União-CE).

    Os deputados questionam obras no presídio de Mossoró e as medidas de segurança que foram adotadas em presídios federais para evitar fugas. Os fugitivos Deibson Cabral Nascimento e Rogério da Silva Mendonça, integrantes da facção criminosa Comando Vermelho, escaparam da Penitenciária Federal de Mossoró em 14 de fevereiro deste ano. Eles foram capturados no Pará.

    As buscas pelos fugitivos duraram 51 dias e envolveram, além da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público e outras forças de segurança vinculadas ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

    MEC

    O ministro da Educação, Camilo Santana, também vai ao Congresso Nacional dar explicações sobre os problemas na divulgação dos resultados deste ano do Sistema de Seleção Unificada (SISU).

    Em fevereiro, o MEC admitiu que os resultados do programa foram divulgados “de maneira indevida”. Santana será ouvido na Comissão de Educação do Senado. O comparecimento também foi confirmado pela CNN.