Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Lula cobra e governo lança ferramenta de informações sobre programas

    O site ComunicaBR será lançado nesta sexta-feira com objetivo de ampliar o acesso às informações sobre os programas do Governo

    Site ComunicaBR foi foi solicitado por Lula
    Site ComunicaBR foi foi solicitado por Lula , Brasil1/11/2023 REUTERS/Adriano Machado

    Pedro Teixeirada CNN

    Brasília

    O governo federal vai lançar, na madrugada desta sexta-feira (8), o site ComunicaBR. A ferramenta, que foi solicitada pelo presidente Lula (PT), vai reunir informações sobre as ações do governo em estados e municípios.

    Estarão disponíveis dados sobre a execução de programas, como:

    • Mais Médicos,
    • Brasil Sorridente,
    • Farmácia Popular,
    • Escola em Tempo Integral,
    • Pacto Nacional pela Retomada de Obras,
    • Compromisso Nacional Criança Alfabetizada,
    • Escolas Conectadas,
    • Bolsa Família,
    • Bolsa Atleta,
    • Lei Paulo Gustavo,
    • obras do Novo PAC,
    • Minha Casa, Minha Vida,
    • Programa de Aquisição de Alimentos (PAA),
    • Crédito Rural (Agronegócio),
    • Crédito Rural (Agricultura Familiar).

    As informações estarão divididas em:

    • Agricultura,
    • Cultura,
    • Educação,
    • Emprego,
    • Esporte,
    • Saúde,
    • Transferências ao Cidadão,
    • Transferências aos Estados e Municípios.

    “Com o site, queremos falar diretamente com a população e mostrar os resultados e entregas do governo federal na região onde cada um mora e no país todo. Além disso, também garantir que a imprensa e os gestores tenham acesso aos dados mais atualizados e corretos que temos”, explica o ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta.

    O ComunicaBR ficará hospedado no site da Secom, poderá ser acessado por qualquer pessoa e deve ser atualizado mensalmente.

    O site também vai permitir a geração de “artes” que podem ser compartilhadas nas redes sociais. Questionado se a plataforma serviria como uma forma de ampliar as informações sobre ações do governo nos municípios, na véspera das eleições municipais, Pimenta negou essa possibilidade e disse que era mais ‘’uma ferramenta de transparência do governo”.