Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Eleições 2022

    Maduro diz que Lula concordou em retomar agenda de cooperação entre Brasil e Venezuela

    “Estamos dispostos a trabalhar arduamente para fortalecer a América Latina e o Caribe”, disse o presidente venezuelano

    Danilo Moliternoda CNN

    São Paulo

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, usou suas redes sociais para afirmar que acordou a retomada da “agenda de cooperação” com o Brasil por meio de uma ligação telefônica com o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    “Tive uma boa conversa telefônica com o presidente eleito da República Federativa do Brasil, Lula. Concordamos em retomar a Agenda de Cooperação Binacional entre nossos países. Agradecemos sua disposição”, escreveu nesta segunda-feira (31).

    Segundo o mandatário, Lula “enviou saudações” à população venezuelana durante a chamada.

    “Estamos dispostos a trabalhar arduamente para fortalecer a América Latina e o Caribe e para o desenvolvimento econômico e social de nossos povos”, completou em outra publicação.

    Lula se tornou no último domingo (30) o presidente da República eleito com mais votos na história do Brasil. Com 100% das urnas apuradas, o petista recebeu mais de 60,3 milhões de votos e governará o Brasil pela terceira vez a partir de 1º de janeiro de 2023.

    Em 2019, o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), usou suas redes sociais para afirmar que reconhecia Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela. Na época, o Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou comunicado reiterando a posição.

    Lula conversa com líderes internacionais

    O presidente eleito, Lula, conversou com outros mandatários na segunda-feira (31), como Joe Biden, dos Estados Unidos, e Emmanuel Macron, da França.

    De acordo com o governo americano, Biden elogiou a força das instituições democráticas brasileiras durante telefonema com o petista. Ele se referiu às eleições como “livres, justas e confiáveis”.

    Macron, também telefonou a Lula e o parabenizou pela vitória. Em vídeo publicado pelo presidente francês, Lula diz, durante a ligação, que sua vitória na eleição significa “a recuperação da democracia” no Brasil.