Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Moro ironiza relógio de Lula avaliado em R$ 80 mil

    Item de luxo apareceu em imagem publicada pela presidente do PT, Gleisi Hoffmann; no perfil do ex-presidente nas redes, imagem foi editada, escondendo o relógio

    Da CNN

    Ouvir notícia

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) virou alvo de questionamentos e críticas de adversários nas redes sociais depois de aparecer em uma foto usando um relógio de luxo. O item, da marca suíça Piaget, é avaliado em cerca de R$ 80 mil.

    A imagem foi publicada no sábado (26) pela presidente do partido, Gleisi Hoffmann. Ela registra o momento em que Lula acena ao público durante um evento comemorativo dos 100 anos do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), em Niterói, no Rio de Janeiro.

    “Linda a festa de 100 anos do PCdoB! História de coerência na luta pelos direitos do povo, pela soberania e democracia no Brasil. Parabéns camaradas!”, escreveu a petista, na publicação.

    Devido às críticas de adversários sobre uma suposta incoerência entre o discurso de defesa dos pobres e o preço do relógio de pulso, o perfil de Lula no Instagram publicou a mesma foto, tirada pelo fotógrafo oficial do ex-presidente, Ricardo Stuckert, mas de forma mais aproximada da mão do ex-presidente, sem que o relógio aparecesse na imagem.

    Na segunda-feira (28), o pré-candidato à Presidência Sergio Moro (Podemos) ironizou o adversário.

    O ex-juiz publicou no Twitter a imagem do próprio relógio, da marca Cássio, acompanhada da frase: “Sem retoque”. Na internet, um relógio semelhante ao do ex-ministro da Justiça pode ser encontrado por valores que variam entre R$ 150 e R$ 300.

    O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos), filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), também publicou no Twitter uma notícia dizendo que o PT cortou no Instagram “imagem de relógio de R$ 79 mil de Lula”. “O pai dos ‘probe’ segue a saga da facção!”, escreveu.

    Outros apoiadores de Bolsonaro, como o empresário Luciano Hang e o cantor Roger Moreira, também repercutiram as críticas ao ex-presidente.

    Os adversários recuperaram ainda uma frase de Lula, de 2017, registrada em seu Twitter. Ela diz: “Eu já ganhei até relógio de ouro. Eu não quero relógio pra valorizar meu pulso, quero relógio pra marcar hora”.

    Ex-torneiro mecânico, Lula já disse em outras oportunidades que gosta de se vestir com terno e gravata. Ele já criticou quem glamoriza a imagem de um operário de macacão na fábrica, devido às dificuldades da profissão. Sobre as críticas recentes, nem o ex-presidente nem o PT se manifestaram sobre o assunto.

    Lula também já foi criticado em 2002 por ganhar uma garrafa de vinho Romanée-Conti, avaliada à época em R$ 6.000 (R$ 19 mil em valores atuais), e em 2003, por usar uma caneta Montblanc banhada a ouro para assinar o termo de posse como presidente.

    Mais Recentes da CNN