Novo confirma pré-candidatura de Felipe d’Avila à Presidência

Empresário e cientista político disse à CNN que a radicalização piorou a vida do brasileiro e que a população está cansada de polarização

Artur Nicocelida CNN

Ouvir notícia

O partido Novo confirmou neste sábado (2) a pré-candidatura de Felipe d’Avila à Presidência da República, durante o 6º Encontro Nacional da legenda. O evento serviu para apresentar os nomes que deverão concorrer nas eleições de 2022. Em entrevista à CNN, ele afirmou que o brasileiro está cansado de polarização.

Empresário e cientista político, d’Avila defendeu a necessidade de uma economia mais liberal e a liberdade de imprensa. Ele propôs ainda maior autonomia a estados e municípios.

“O brasileiro está cansado dessa polarização, desta radicalização que piorou a vida do brasileiro. Perdeu-se emprego, a renda caiu, a inflação está comendo a renda do brasileiro. E, para voltar a crescer, gerar renda e emprego, o Brasil precisa ser pacificado e restaurar a confiança”, afirmou.

Outros pré-candidatos do Novo a governador também foram anunciados no evento: Romeu Zema (MG), Vinicius Poit (SP), Paulo Ganime (RJ), Odair Tramontin (SC) e Aridelmo Teixeira (ES). Paulo Roque (DF) tentará uma vaga no Senado.

O Novo pretende dobrar a sua bancada na Câmara dos Deputados e triplicar suas bancadas estaduais. O primeiro turno das eleições está marcado para 2 de outubro, e 30 de outubro caso haja necessidade de um segundo turno.

Eleições 2022

A CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por nossas plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN