Operação na Precisa altera data de entrega de relatório da CPI da Pandemia

Caso da Covaxin volta a ser central para a os senadores

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Os mandados de busca e apreensão cumpridos pela Polícia Federal (PF) na sede da Precisa Medicamentos mudaram a data de entrega do relatório final da CPI da Pandemia. As informações são do analista de Política da CNN Caio Junqueira.

O relator da comissão, o senador Renan Calheiros (MDB-AL), iria apresentar o documento inicialmente no dia 24 de setembro. Com a operação, o parlamentar trabalha agora com uma possível entrega no dia 1º de outubro.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli disse ver indícios de ilicitudes no contrato do Ministério da Saúde com a empresa para aquisição da vacina Covaxin. Dessa forma, ele autorizou, a pedido da CPI, a ação da PF realizada nesta sexta-feira (17).

Com isso, o caso volta a ser central para a comissão e tem como foco dos senadores dois objetivos primordiais. O primeiro é descobrir como o sócio-presidente da Precisa, Francisco Maximiano, chegou até o Ministério da Saúde.

Já o segundo está relacionado a descobrir os ganhos da empresa pela intermediação da negociação com a Bharat Biotech.

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN