Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Pacheco fala em “reflexão” e diz que ouvirá Leite, prefeitos e Justiça sobre remarcar eleições no RS

    Presidente do Senado diz que, caso as partes apontem necessidade, Congresso "vai estar aberto a essa decisão"

    Manoela CarlucciMaria Clara Matosda CNN* São Paulo

    O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse que é preciso “reflexão” sobre a discussão por adiamento das eleições municipais no Rio Grande do Sul, que está em estado de calamidade.

    Segundo Pacheco, haverá conversas com o governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), e prefeitos do estado.

    É bom ouvirmos o governador, os prefeitos de municípios, a Justiça Eleitoral e avaliar se há necessidade. E, caso haja a necessidade, o Congresso Nacional vai estar aberto a essa decisão

    Rodrigo Pacheco

    A declaração foi feita nesta segunda-feira (20) durante um evento do Instituto dos Advogados de São Paulo, na capital paulista.

    O senador disse acreditar que essa é uma “reflexão que deverá ser feita nas próximas semanas”. Para ele, a calamidade no Rio Grande do Sul é o maior “problema nacional”.

    Pacheco também relembrou a mudança de data durante as eleições de 2020 por conta da pandemia.

    *Sob supervisão de Nathan Lopes