Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Parlamentares debatem se CPI dos ataques de 8 de janeiro pode prejudicar Lula

    Ex-presidente Jair Bolsonaro pediu para sua base "focar na CPMI" dos atos do dia 8 de janeiro, que depredaram as sedes dos Poderes em Brasília

    Isabela FilardiLayane SerranoCarol Raciunasda CNN

    O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) pediu para a sua base “focar na CPMI” dos atos antidemocráticos do dia 8 de janeiro, que depredaram as sedes dos Três Poderes em Brasília.

    O recado foi passado a deputados federais e senadores por ligação telefônica reproduzida pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ). Jair Bolsonaro segue nos Estados Unidos desde o fim do ano passado.

    A mensagem foi transmitida, nesta sexta-feira (17), durante inauguração do diretório do PL em Niterói, Rio de Janeiro, que será comandado pelo deputado federal Carlos Jordy.

    Em painel promovido pela CNN nesta segunda-feira (20), o senador Eduardo Girão (Novo-CE) e o deputado federal Pedro Uczai (PT-SC) debateram se a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) apoiada pelo ex-presidente Bolsonaro pode prejudicar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    O senador Girão, que apoia a criação da CPMI, afirmou que “existe um incômodo grande da população que quer saber a verdade sobre o que aconteceu no dia 8 de janeiro”.

    Ele também pontuou achar “estranho que o PT, um partido que há décadas defende CPIs, agora não quer essa investigação”.

    O deputado Pedro Uczai, por outro lado, acredita não haver necessidade de investigar os culpados, pois, para ele, o principal culpado é o ex-presidente Jair Bolsonaro.

    “Quem olha o discurso do Bolsonaro no 7 de setembro tentando dar golpe, deslegitimando a urna eletrônica e não reconhecendo o resultado das eleições… se tem um responsável pelo que aconteceu dia 8 é o ex-presidente”, afirmou o presidente.

    Veja mais no vídeo acima