Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PF pede ao STF prorrogação de inquérito contra Bolsonaro

    Presidente é investigado por suposto crime ao divulgar documentos sigilosos relacionados a um ataque hacker feito contra o TSE

    João de Marida CNN

    Em São Paulo

    Ouvir notícia

    A Polícia Federal pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para prorrogar o prazo do inquérito que apura se o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) cometeu crime ao divulgar documentos sigilosos relacionados a um ataque hacker feito contra o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Em agosto deste ano, Bolsonaro divulgou nas redes sociais a íntegra de um inquérito sigiloso da PF que apura um ataque interno ao sistema do TSE em 2018.

    O ministro Alexandre de Moraes, do STF, abriu investigação para apurar a conduta do presidente, atendendo uma notícia-crime apresentada pelo TSE.

     

    Moraes também mandou investigar o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) e afastou o delegado da PF Victor Neves Feitosa. Além disso, o ministro do STF determinou que os links divulgados por Bolsonaro fossem removidos.

    Para ele, o levantamento do sigilo pelo delegado da Polícia Federal e o compartilhamento dos documentos pelo presidente e o deputado bolsonarista podem configurar o crime de divulgação de segredo com potencial prejuízo à administração pública.

    Segundo o TSE, a invasão não representou riscos às eleições de 2018.

    Mais Recentes da CNN