Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PL reforça discurso de segurança pública em ofensiva contra Dino

    De olho nas eleições, sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro deve aumentar críticas a atuação da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na área e rememorar índices do governo passado

    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, durante entrevista coletiva em Natal (RN)
    O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, durante entrevista coletiva em Natal (RN) Canindé Soares/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Gustavo Uribeda CNN

    em Brasília

    O Partido Liberal (PL), sigla do ex-presidente Jair Bolsonaro, decidiu reforçar o discurso sobre segurança pública – uma das bandeiras que ajudou a eleger Bolsonaro em 2018 – diante dos atuais índices de violência.

    Através de discursos e vídeos, o partido quer rebater a atuação da gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na área e rememorar índices do governo passado, como a diminuição dos homicídios.

    Integrantes do PL ouvidos pela CNN avaliam que a onda de violência na Bahia, com o aumento dos conflitos entre facções criminosas, e o assassinato dos três médicos no Rio de Janeiro na madrugada de quinta-feira (5) ajudam a potencializar as críticas ao atual governo.

    Além disso, pesquisas feitas pelo partido apontam que a violência aumentou em capitais estaduais como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

    O discurso do PL deve focar na melhoria das condições de trabalho dos policiais militares, no combate ao tráfico de drogas e na flexibilização do porte e posse de armas. A ofensiva do partido deve recair sobre o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino.

    O PL também deve tecer críticas ao Programa Nacional de Enfrentamento das Organizações Criminosas, lançado por Dino na segunda-feira (2).