Pressão eleitoral faz Bolsonaro retomar ataques; Anvisa reage

Agência Nacional de Vigilância Sanitária respondeu às críticas do presidente e reafirmou seu aspecto técnico e "aversão" a pressões políticas

Daniela LimaRenata Agostinida CNN

São Paulo e Brasília

Ouvir notícia

O presidente Jair Bolsonaro (PL) segue na estratégia de retomar ataques a instituições e a questionar a vacinação no Brasil como forma de traquear sua militância mais aguerrida, de olho nas eleições de 2022.

Alvo desta semana, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) respondeu às críticas do presidente com uma nota dura, na qual reafirmou o aspecto técnico de seu trabalho e sua “aversão” a pressões políticas.

A estratégia de Bolsonaro, os números das últimas pesquisas eleitorais e a última semana de trabalhos no Congresso foram alguns dos temas abordados no Horário de Brasília desta sexta-feira (17), comandado por Daniela Lima e Renata Agostini.

A retomada da retórica bélica do presidente da República coincide com uma série de pesquisas que apontam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança das intenções de votos para 2022.

A articulação em torno do petista envolvem conversas para atrair Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, para a chapa de Lula. Alckmin deixou o PSDB nesta semana. Ele ainda não definiu a qual partido vai se filiar.

No novo episódio do Horário de Brasília, Daniela e Renata comentaram a movimentação do ex-governador, que foi escolhido como a “Figurinha da Semana”.

No tucanato, as últimas pesquisas também ampliaram a pressão sobre João Doria. O pré-candidato do PSDB aparece um terceiro pelotão nas enquetes, com desempenho abaixo do piso histórico do partido.

Aliados de Doria dizem que o plano é ampliar as intenções de votos no tucano em São Paulo, estado que ele governa, até março do ano que vem. Esse seria o ponto de partida para um crescimento nacional.

Hoje, segundo pesquisas internas, Doria tem 7% das intenções de voto em São Paulo, estado que ele governa.

Apresentado por Daniela e Renata, o Horário de Brasília é transmitido ao vivo e com vídeo no site da CNN Brasil e no canal da emissora no YouTube, às sextas-feiras, a partir de 12h30. Depois, os episódios podem ser acessados on demand nas principais plataformas de podcast: Apple Podcasts, Spotify, Amazon Podcasts e Deezer. Após a pausa de fim de ano, o Horário de Brasília volta com um novo episódio em 7 de janeiro.

Confira também os outros podcasts da CNN Brasil, e inscreva-se no canal no YouTube.

Mais Recentes da CNN