Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    ‘Podemos ser 2ª maior força progressista’, diz Randolfe sobre federação com PSOL

    União é parte dos esforços de Rede e PSOL para eleger uma bancada na Câmara com ao menos 20 deputados, o dobro do número de parlamentares que as duas legendas têm hoje

    O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Solidariedade
    O senador Randolfe Rodrigues, da Rede Solidariedade Leopoldo Silva/Agência Senado

    Thais Arbexda CNN

    Ouvir notícia

    A aprovação da Rede, por unanimidade, para a formação de uma federação partidária com o PSOL a partir das eleições deste ano é o primeiro passo para a consolidação do que pode vir a ser a segunda maior força do campo progressista no Congresso. A avaliação foi feita pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) à CNN na tarde deste sábado (12), logo após a reunião do partido.

    A partir de agora, os esforços do comando da federação Rede-PSOL serão para eleger uma bancada na Câmara com ao menos 20 deputados —o dobro do número de parlamentares que, hoje, os dois partidos têm juntos na Casa.

    Segundo Randolfe, a ideia é que a partir da união das duas siglas eles tenham potencial para, ao menos, se equiparar ao tamanho de legendas como PSB e PDT, que têm, respectivamente, 30 e 25 deputados. No Senado, a federação vai trabalhar para ter ao menos dois nomes. Randolfe é o único representante da Rede na Casa.

    A votação interna da Rede neste sábado teve um gesto considerado importante pelo partido: o voto da ex-ministra Marina Silva. Embora a federação caminhe para apoiar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Palácio do Planalto, Marina tem dado sinais de que deve caminhar ao lado de Ciro Gomes (PDT). As duas siglas devem liberar seus integrantes na disputa deste ano.

    A expectativa é a de que, agora, o PSOL também faça uma eleição interna para aprovar a união com a Rede, o que deve ocorrer na próxima semana. Logo depois, os dois partidos planejam fazer um evento para formalizar a associação

    Mais Recentes da CNN