Presidente da Câmara de Vereadores quer ser o nome do União Brasil para o Senado em SP

Indicação fecharia vaga para Moro, que ainda mantém discurso focado em Presidência

Presidente da Câmara Municipal de SP, Milton Leite (União Brasil)
Presidente da Câmara Municipal de SP, Milton Leite (União Brasil) Afonso Braga/Câmara Municipal de SP

Tainá Falcãoda CNN

São Paulo

Ouvir notícia

A vaga de candidato para a disputa ao Senado pelo União Brasil em São Paulo poderá ser ocupada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Milton Leite.

A informação foi confirmada pela assessoria de Leite e pelo tesoureiro do partido em São Paulo, deputado federal Alexandre Leite, também filho de Milton. A possível entrada de Leite embaralha a corrida ao Senado no estado mais populoso do país.

O deputado Júnior Bozzella, vice-presidente da sigla em SP, porém, disse à CNN que a definição sobre o Senado passará por uma composição nacional e não ficará reduzida a definição do estado.

A vaga está em aberto depois que o apresentador José Luiz Datena decidiu, na última sexta-feira (1), trocar o União Brasil pelo PSC. No dia anterior, o ex-juiz Sergio Moro saiu do Podemos para se filiar ao União Brasil, sinalizando que não concorreria mais ao cargo de presidente da República.

Apesar de Moro depois declarar que “não desistiu de nada”, o União Brasil vetou publicamente a disputa presidencial com ameaça de impugnação de sua recente filiação. O diretório de SP defende que Moro seja candidato à Câmara dos Deputados.

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por todas as plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN