PSD desacelera pré-campanha de Rodrigo Pacheco à Presidência

O presidente do partido, Gilberto Kassab, estaria reavaliando a candidatura em meio à ascensão de Lula nas pesquisas eleitorais

Fernanda Pinottida CNN

Em São Paulo

Ouvir notícia

A pré-campanha do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (MG), como possível candidato pelo Partido Social Democrata (PSD) à Presidência nas eleições de 2022 diminuiu o ritmo. As informações são da âncora da CNN Daniela Lima.

A mudança teria sido uma manifestação do próprio Pacheco, que ainda não havia manifestado publicamente sua vontade em concorrer à Presidência, além de uma decisão política de Gilberto Kassab, presidente do partido, que estaria reavaliando as condições para competir neste ano.

De acordo com Daniela Lima, Kassab decidiu dar um passo atrás devido aos resultados das pesquisas eleitorais mais recentes, que mostram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na frente em intenções de voto.

Lula e Kassab têm um histórico político de cooperação. O petista ajudou durante o processo de coleta de assinaturas para que fosse possível lançar o PSD.

Veja os possíveis candidatos à Presidência da República em 2022

Mais Recentes da CNN