Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    PT prepara ato com presença de Lula para lançar candidatura própria no Ceará

    Escolha de lançar o deputado estadual Elmano de Freitas confirmou o rompimento do PT com o PDT, de Ciro Gomes

    Renata Agostinida CNN

    Ouvir notícia

    O PT prepara um ato com a presença de Lula para marcar a decisão de ter candidatura própria ao governo do Ceará. O plano é que o petista compareça à agenda em Fortaleza já no próximo sábado (30) para lançar o nome de Elmano de Freitas, deputado estadual e escolhido como nome do PT na corrida estadual, segundo a equipe do ex-presidente.

    A escolha de Elmano de Freitas confirmou o rompimento do PT com o PDT, de Ciro Gomes. A aliança entre as duas legendas no estado do Ceará já durava mais de 15 anos.

    A candidatura própria do PT foi articulada por Camilo Santana, ex-governador do Ceará e que será candidato ao Senado, mas teve a benção direta de Lula. O plano é que o petista participe desde já do ato para confirmar o nome do PT e deslanchar a campanha do aliado, aumentando suas chances de crescer nas pesquisas.

    Para o PT, será importante ter um palanque forte em Fortaleza, já que a legenda está de olho nos 8% do eleitorado “cirista”. O Ceará é o estado de origem e o berço político de Ciro e da família Gomes.

    Nos bastidores, há acusações mútuas. Do lado de Ciro Gomes, a leitura é que, para fortalecer a campanha nacional de Lula, o PT arrisca jogar o estado no colo de Capitão Wagner, do União Brasil, que lidera as intenções de voto.

    Do lado do PT, o diagnóstico é que o PDT esticou a corda demais ao não escolher Izolda Cela, que foi vice de Camilo Santana e atual governadora do Estado. Era o nome preferido do PT e sua escolha manteria de pé a aliança.

    A cisão resultou na desfiliação de Izolda do PDT. Ela anunciou seu desligamento pelo seu perfil no Facebook nesta terça-feira. “Temos hoje, através de legítima decisão dos partidos que têm ajudado a construir esse projeto em prol do Ceará, duas candidaturas lançadas ao governo do estado. Poderíamos já estar todos unidos contra o fascismo, a intolerância e o ódio. Defendi isso desde o início, juntamente com Cid, Camilo e tantos outros. Diante desta nova realidade, e respeitando as decisões tomadas, anuncio o meu pedido de desfiliação do PDT”, diz trecho da postagem.

    Fotos – Pré-candidatos à Presidência

    Mais Recentes da CNN