PTB expulsa ex-prefeito que disse que não roubou tanto quanto o atual

José Maria Monção, de Cocal (PI), falou em convenção municipal

Julyanne Jucá e Giulia Alecrim*

Ouvir notícia

 

O Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) decidiu expulsar o ex-prefeito de Cocal (PI), José Maria Monção, que viralizou após aparecer em um vídeo afirmando que não havia roubado tanto quanto o atual prefeito da cidade. A decisão foi do presidente do Diretório Estadual do partido no Piauí, o ex-senador João Vicente Claudino.

O dirigente disse que o ex-prefeito se tornou réu confesso após suas declarações, além de ter agido como se estivesse em um campeonato de desvio de dinheiro público.

“Não estou surpreendido pelas declarações, ele sempre teve esse estilo jocoso, debochado, mas fui pego de surpresa por ele ainda estar filiado. Quando soube das declarações, pedi para verificarem, comuniquei ao partido, e por meio de uma comissão provisória, tomamos a decisão da expulsão de imediato, no primeiro dia útil após a declaração, terça-feira”, disse João Vicente.

Leia e assista também

Em evento, ex-prefeito de Cocal (PI) diz que não roubou tanto quanto o atual

Monção falou durante a convenção municipal do MDB no último domingo (6). Um trecho de seu discurso em que diz que “roubou menos” que o atual prefeito da cidade, Rubens Vieira (PSDB), viralizou nas redes sociais.

“Não é que o Cocal também seja o fim do mundo, mas passa a administração e todos padecem. Eu fui prefeito três vezes, eu sei o meu sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse ai roubou. Está entendendo? Esse é descarado, esse está é afundando o Cocal”, afirma Monção em referência ao atual prefeito da cidade. 

“Eu posso até ter tirado alguma coisa, dado aos pobres”, disse ele. “Se eu fui preso, tem um motivo”, completou. Em 2009, Monção foi preso durante a Operação Harpia, da Polícia Federal, acusado de desviar dinheiro do Fundeb.

Em nota de repúdio divulgada nesta segunda (7), o atual prefeito afirmou que ficou surpreso pelo discurso.  “José Maria Monção, ex-prefeito de Cocal-PI, expôs de maneira confessa um conjunto de irregularidades de seu grupo político, e tentou justificar suas ações realizando uma exposição indevida do atual prefeito”, afirmou. 

*sob supervisão de Evelyne Lorenzetti

Mais Recentes da CNN