Rosário não teve argumento para rebater Tebet tecnicamente, diz Otto Alencar

Ministro da CGU chamou a senadora de "descontrolada" na sessão desta terça-feira (21)

Da CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

Em entrevista à CNN, o senador titular da CPI da Pandemia Otto Alencar (PSD-BA) disse que o ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, “não teve argumento para rebater do ponto de vista técnico” a senadora Simone Tebet (MDB-MS).

Ao prestar depoimento na sessão da comissão desta terça-feira (21), Rosário chamou a parlamentar de “descontrolada”. “O que não pode é um ministro de um órgão tão importante como a CGU vir fazer uma coisa dessa natureza com ironia e brincadeira”, afirmou Alencar.

Segundo o titular da CPI, Rosário queria “desqualificar as perguntas dos senadores e depois com essa agressão descabida contra a senadora, em uma manifestação machista”.

A reação do ministro ocorreu depois de Tebet dizer que ““a CGU está fazendo o processo de advogado de defesa”, se referindo às suspeitas de irregularidades do contrato de compra da vacina contra a Covid-19 Covaxin.

“Ele fez o jogo do governo”, disse Alencar.

Nas redes sociais, o ministro se desculpou pelo ocorrido. No entanto, na comissão ele passou da condição de testemunha para investigado.

Convocação de Braga Netto

Alencar também se mostrou contrário à convocação do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, para a comissão. De acordo com o parlamentar, não há “receio” em chamá-lo, porém ele acredita que o militar não ajudará no avanço dos trabalhos da CPI.

“A contribuição para o crime sanitário, que é o que o meu juízo pede, eu não considero que ele venha a trazer nenhuma”, explicou.

(Publicado por Evandro Furoni)

Mais Recentes da CNN