Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Roteirista se torna favorita para comando da EBC

    Antônia Pellegrino é filiada ao PT e participou da elaboração do roteiro de longas como Tim Maia e Bruna Surfistinha

    Fachada da sede da EBC, em Brasília.
    Fachada da sede da EBC, em Brasília. Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    Gustavo Uribe

    A roteirista e produtora Antônia Pellegrino tem sido citada por dirigentes petistas como a favorita para assumir a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) no governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

    Antônia já foi premiada pela Academia Brasileira de Letras e pela Academia do Cinema Brasileiro e é casada com o deputado federal Marcelo Freixo (PSB-RJ), escolhido para comandar a Agência Brasileira do Turismo (Embratur).

    Ela é filiada ao PT e participou da elaboração do roteiro de longas como Tim Maia e Bruna Surfistinha.

    Segundo dirigentes petistas, o nome da roteirista conta com a simpatia da primeira-dama Rosângela Silva, a Janja. A decisão final, no entanto, é do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta.

    Além de Antônia, foi sondado para o posto o jornalista Flávio Gonçalves, servidor de carreira da empresa pública e diretor-geral do Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia (IRDEB).

    Ele, porém, segundo relatos feitos à CNN, teria resistido à função. Ele contava com apoios dos ex-governadores da Bahia Jaques Wagner e Rui Costa.

    Lula planeja redividir a programação da TV Brasil em duas emissoras distintas. Na gestão de Jair Bolsonaro (PL), as programações da NBR e da TV Brasil, que antes eram distintas, foram fundidas. Elas passaram a veicular uma grade única gerida pela EBC.