“Só temos visto confusão na terceira via”, avalia cientista política

Em entrevista à CNN, Deysi Cioccari avalia que candidatura alternativa precisa agir com mais "inteligência e unidade"

Layane SerranoFelipe Romeroda CNN

Ouvir notícia

A cientista política Deysi Cioccari comentou as últimas pesquisas para as eleições de 2022, em especial a distância mantida pelo ex-presidente Lula (PT) e pelo atual mandatário, Jair Bolsonaro (PL), em relação aos demais: “Quem está mais na mídia costuma aparecer mais nas pesquisas, mas isso revela também a confusão e desorganização da chamada terceira via“, disse em entrevista à CNN.

Para Cioccari, falta unidade e inteligência aos nomes que tentam desbancar os líderes nas pesquisas: “Na política, deve-se administrar a força e a inteligência, e o que temos visto é a terceira via tentando ser aceita pela força, e só isso não funciona na política”, avalia. “Não vemos unidade, não há propostas, apenas preocupações em decidir um nome, mas sem formular uma agenda.”

Além da indefinição desses nomes, Cioccari aponta o chamado “efeito incumbência” como explicação para a melhora dos índices de Jair Bolsonaro nas pesquisas: “Historicamente um pouco antes das eleições, o mandatário usa a máquina pública a favor dele e acaba injetando mais dinheiro na economia e na sociedade – temos visto isso através do Auxílio Brasil, e isso reflete em sua popularidade”, avalia.

“Outro ponto é que temos visto o presidente Jair Bolsonaro em campanha, percorrendo os estados, e isso não tem acontecido com a terceira via que ainda está muito desorganizada, e nem com o ex-presidente Lula, que ainda está desenhando suas coligações“, afirma Cioccari.

Ela cita também as recentes mudanças partidárias como mais um fôlego para Bolsonaro: “Hoje o presidente está no maior partido do Congresso, além de ter o Centrão ao seu lado.”

Mas Cioccari destaca o alto número de indecisos como elemento importante nesse cenário pré-campanha: “Mostra uma certa rejeição da população à política, não é um assunto simples, corriqueiro”, avalia. Segundo ela, os eleitores costumam se decidir mais próximo das eleições e com as campanhas em andamento.

CNN realizará o primeiro debate presidencial de 2022. O confronto entre os candidatos será transmitido ao vivo em 6 de agosto, pela TV e por todas as plataformas digitais.

Mais Recentes da CNN