Suplente de Flordelis só assumirá mandato no fim deste mês

Jones Moura é vereador e aguarda Câmara do Rio votar o armamento da Guarda Municipal

Jones Moura (PSD-RJ) é suplente da deputada Flordelis, que teve o mandato cassado e foi presa na última semana
Jones Moura (PSD-RJ) é suplente da deputada Flordelis, que teve o mandato cassado e foi presa na última semana Foto: Renan Olaz / Câmara Municipal do Rio

Stéfano Salles, da CNN, no Rio de Janeiro

Ouvir notícia

Suplente da ex-deputada federal Flordelis (PSD-RJ), que teve o mandato cassado na última quinta-feira (12), Jones Moura (PSD-RJ) já foi convocado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) para assumir o posto. No entanto, a mudança só vai ocorrer no fim do mês e, até lá, o Rio de Janeiro deve ficar com um parlamentar a menos.

Isto porque Moura é vereador na cidade do Rio de Janeiro, e negocia para que a Câmara Municipal vote ainda em agosto aquela que é a sua principal bandeira: o armamento da Guarda Municipal. Membro da categoria, o vereador se elegeu com a defesa desta bandeira, apoiada pelo prefeito Eduardo Paes que, no início do ano, trocou o DEM pelo PSD. A votação está prevista para o dia 26 deste mês.

“Já fui convocado pelo presidente Arthur Lira, mas estou aguardando o andamento do projeto, temos uma expectativa muito boa de que o tema seja votado ainda esse mês. Esse é meu segundo mandato, o projeto não é novo e o tema já foi debatido durante toda a legislatura passada. Acredito que temos boa chance de aprová-lo”, explica.

Para assumir o cargo federal, com mandato até o fim de 2022, Moura terá que renunciar ao cargo de vereador. Isto porque a Câmara Municipal até permite que seus parlamentares tirem licença para assumir outras funções legislativas, mas desde que isto ocorra de forma transitória, como a ausência do titular para exercer funções de ministro ou secretário. Como o posto de Flordelis ficou vago, o regimento determina a renúncia.

Quando Moura renunciar ao mandato municipal, válido até o fim de 2024, quem assumirá a função será o ex-vereador Eliseu Kessler. Ele é primeiro suplente da chapa do partido, que elegeu três parlamentares na eleição municipal de 2020.

Flordelis
A Câmara dos Deputados aprovou a cassação do mandato de Flordelis no dia 11 de agosto
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Mais Recentes da CNN