Tabata Amaral processa presidente da Fundação Palmares por fake news

Justiça determinou que Sérgio Camargo tem dez dias para se manifestar na tentativa de uma eventual conciliação

Deputada federal Tabata Amaral teve um diálogo falso com o presidente Jair Bolsonaro divulgado por Sérgio Camargo
Deputada federal Tabata Amaral teve um diálogo falso com o presidente Jair Bolsonaro divulgado por Sérgio Camargo Cleia Viana/Câmara dos Deputados

Renata Agostini

Ouvir notícia

A deputada federal Tabata Amaral (PSB-SP) processou o presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, por disseminação de informação falsa.

Camargo compartilhou em sua página do Twitter uma interação falsa entre a deputada e o presidente Jair Bolsonaro (PL). No diálogo, Tabata teria escrito “Deixa eu menstruar, Bolsonaro”, ao que o presidente teria respondido “E quando foi que eu proibi?”.

 

O responsável pela Fundação Palmares declarou que “iria avaliar com meus advogados a possibilidade de ingressar na Justiça contra Tabata Amaral por crime de racismo. A branca mimada e privilegiada não aceita que um preto ria dela.”

A Justiça determinou que Camargo terá 10 dias para se manifestar na tentativa de uma eventual conciliação.

Procurada pela CNN, a assessoria da Fundação dos Palmares disse que não enviará nota para comentar o assunto.

Mais Recentes da CNN