União Brasil pode abandonar 3ª via e lançar Sergio Moro e Bivar à Presidência

A data do anúncio segue sem definição; a ideia é que, antes, ainda haja conversas com MDB e PSDB

Daniel Adjutoda CNN

Ouvir notícia

O partido União Brasil pode anunciar que terá candidatura própria à Presidência da República. A chapa será puro-sangue: Sergio Moro e Luciano Bivar. A tendência é que Moro seja cabeça de chapa. A informação foi confirmada por duas fontes do alto escalão do partido à CNN.

A data do anúncio segue sem definição. E a ideia é que, antes, ainda haja conversas com MDB e PSDB.

O pré-candidato pelo União Brasil, Luciano Bivar, disse à CNN que uma reunião deve discutir os rumos do partido na próxima quarta-feira, conforme antecipado por Basília Rodrigues. Segundo ele, não há definição sobre chapa pura e Sergio Moro é um dos nomes do quadro do partido, mas que há outros. Bivar reforçou que o partido tem um projeto pronto para apresentar à população e que ele é o nome do partido para a disputa presidencial.

A decisão de lançar candidatura própria vem em meio às dificuldades de costura dentro da terceira via.

A avaliação de dirigentes do União Brasil é de que o partido tem recursos e tempo de televisão para sustentar a chapa puro-sangue, não dependendo de outras legendas para isso. Somá-las à disputa traria divisão, segundo um dirigente do União.

O marco divisório para a definição da chapa puro-sangue, segundo integrantes do União Brasil, foi a filiação de Sergio Moro.

O ex-juiz trouxe o capital político ao partido que tem estrutura para uma candidatura presidencial. A desistência momentânea de Moro mostrou que os votos dele iriam, em grande parte, para Jair Bolsonaro (PL).

Há também a avaliação de que, hoje, o partido é o mais “pacificado” dentro da terceira via e que não teria motivos para recuar e apoiar Simone Tebet, do MDB, ou João Doria, do PSDB.

A união destes partidos de centro traria a divisão das siglas a uma eventual candidatura única, o que serviria de alvo para adversários.

Moro fala sobre terceira via

Sergio Moro declarou em entrevista à CNN no dia 20 de abril que poderia “não ser candidato a nada”, após seu partido União Brasil anunciar o nome de Sérgio Bivar como pré-candidato ao Planalto. Questionado nesta quinta-feira (28) se isso poderia representar o fim da chamada “terceira via”, Moro chamou a ideia de exagero:

“Os boatos do fim da terceira via são um tanto quanto exagerados, no fundo há uma discussão entre os outros partidos, do centro político, de fazer uma tentativa de uma composição”, disse. “Nessa discussão tem idas e vindas, mas quem está conduzindo no União Brasil é principalmente o presidente Luciano Bivar e também Antônio Rueda. Eles têm ali as melhores informações”, afirmou.

“O que é fundamental é termos uma candidatura de centro que possa romper com essas duas opções políticas extremas que os brasileiros estão cansados”, concluiu, em referência aos líderes das pesquisas eleitorais, Lula e Bolsonaro.

Mais Recentes da CNN