Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    USP estima 185 mil pessoas em ato de Bolsonaro na Av. Paulista; governo de SP fala em 750 mil

    Projeção da universidade foi realizada com base em imagens aéreas, com o momento de maior concentração acontecendo às 15h

    Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) participam de manifestação na Avenida Paulista
    Apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) participam de manifestação na Avenida Paulista ALLISON SALES/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO

    Renata SouzaDouglas Portoda CNN

    São Paulo

    A manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) neste domingo (25) na Avenida Paulista reuniu 185 mil pessoas, por volta das 15h, momento de maior concentração, segundo estimativa do Monitor do Debate Político no Meio Digital, projeto de pesquisa da Universidade de São Paulo (USP).

    A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo, por sua vez, afirma que 600 mil pessoas estiveram no local e 750 mil no total, quando levado em conta o público presente nas ruas ao lado.

    Na manifestação de Bolsonaro no feriado de 7 setembro de 2021, quando ele ainda era presidente, a Polícia Militar — à época comandada por João Doria, então no PSDB —, estimou 125 mil pessoas.

    Os pesquisadores da USP realizam a projeção com base em imagens aéreas – o número final é calculado do momento maior concentração de manifestantes, segundo explicou um dos coordenadores do projeto, Pablo Ortellado.

    Foram tiradas 43 fotos entre 15h e 17h. Foram selecionadas 11 fotos para cobrir a extensão da manifestação na paulista, sem sobreposição.

    “Cada uma das fotos foi repartida em oito pedaços. Em cada parte, foi aplicada uma implementação do método Point to Point Network (P2PNet)1 que identifica cabeças e estima a quantidade de pessoas em uma imagem”, explicam os pesquisadores.

    O método tem precisão de 72,9% e acurácia de 69,5% na identificação de cada pessoa.

    Para a contagem de público, o erro percentual médio é de 12% para mais ou para menos nas imagens aéreas com mais de 500 pessoas.

    Como foi o ato

    Bolsonaro discursou aos manifestantes poucos depois das 16h. Dentre outros temas, o ex-presidente falou sobre a operação da Polícia Federal (PF) que investiga a organização de uma tentativa de golpe de Estado.

    O ex-presidente defendeu que estado de sítio tem previsão constitucional, mas afirmou que não arquitetou convocação da medida.

    Além do ex-mandatário, também discursaram a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro, os deputados federais Nikolas Ferreira (PL-MG) e Gustavo Gayer (PL-GO), os senadores Magno Malta (PL-ES) e Rogerio Marinho (PL-RN) e o pastor Silas Malafaia.

    Sete de Setembro com Bolsonaro

    A última vez em que Bolsonaro participou de um ato na avenida Paulista foi em 7 de setembro de 2021 – data em que se comemora o dia da Independência do Brasil e foi amplamente utilizada pelo então presidente.

    Na ocasião, cerca de 125 mil pessoas compareceram, segundo Centro de Operações da Polícia Militar (Copom). O Monitor do Debate Político no Meio Digital não estimou público na data.

    No 7 de setembro do ano seguinte, a estimativa de público foi de 32,7 mil pessoas, com margem de erro de mais ou menos 3,9 mil indivíduos, de acordo com o Monitor do Debate Político no Meio Digital.