Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Zema fala em concorrer em 2026, inclusive como vice: “O que eu quero é participar”

    Governador de Minas Gerais também comentou união da centro-direita para encontrar alternativa de nome que represente o campo político

    Romeu Zema, governador de Minas Gerais
    Romeu Zema, governador de Minas Gerais Divulgação

    Renata SouzaDaniela Mallmannda CNN São Paulo e Belo Horizonte

    O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou a jornalistas na segunda-feira (24) que pretende participar de alguma forma da corrida eleitoral em 2026.

    Embora tenha dito que ainda não há uma resposta sobre sua participação na disputa presidencial, o governador declarou que não se importa de concorrer como candidato a vice, se for o caso.

    “Não ligo de ser vice, o que eu quero é participar”, disse Zema. “O que eu quero é fazer parte para mudar o Brasil”, acrescentou.

    Segundo Zema, os governadores de centro-direita estão buscando um nome para concorrer à Presidência nas próximas eleições gerais. Na avaliação do governador, a união desse grupo será responsável por apresentar uma alternativa para a direita brasileira.

    Principal representante da direita, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) está inelegível até 2030, por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Além do governador mineiro, outros nomes aparecem como eventuais pré-candidatos, como os chefes do Executivo de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e Goiás, Ronaldo Caiado (União Brasil).

    Zema também comentou a disputa municipal em Belo Horizonte e disse confiar que a pré-candidata Luísa Barreto (Novo), ex-secretária de Planejamento e Gestão do governo mineiro e que tem seu apoio no pleito, se destaque na corrida pela prefeitura da capital.