Tomar vacina ou não: a liberdade individual se sobrepõe à saúde pública?


Lorena Lara, da CNN, em São Paulo
04 de setembro de 2020 às 05:30
Podcast E Tem Mais, com Monalisa Perrone

Podcast E Tem Mais é publicado de segunda a sexta, sempre no início da manhã

Foto: CNN Brasil

O presidente Jair Bolsonaro, a Secretaria de Comunicação da Presidência da República e o Ministério da Saúde - todos emitiram a mesma mensagem: "Ninguém será obrigado a tomar vacina". Apesar da fala de Bolsonaro, a vacinação é obrigatória em crianças desde a década de 1970 no Brasil. Além disso, o próprio presidente assinou, em fevereiro, a Lei 13.979, conhecida como Lei do Coronavírus, que permite a autoridades o uso de medidas que tornem compulsória a vacinação.

Neste episódio do E Tem Mais, Monalisa Perrone conversa com o professor de direito constitucional da Fundação Getúlio Vargas, Roberto Dias, sobre o que diz a Constituição brasileira em relação ao direito à liberdade individual e ao direito à saúde pública. Na segunda parte da conversa, o diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, Renato Kfouri, explica a importância da vacinação e por que o país que já foi exemplo de cobertura vacinal tem visto muitas doenças ressurgirem nos últimos anos.

Leia mais:

Correspondente Médico: Por que tomar vacina é questão de saúde pública?

Pazuello nomeia veterinário para dirigir programa de vacinas

Vacina para Covid-19 pode estar pronta no início de 2021, diz brasileira na OMS

Ouça e assine os podcasts da CNN Brasil gratuitamente:

5 Fatos

Abertura de Mercado

América Decide

Carteira Inteligente

CNN Líderes

Coronavírus: Fato x Ficção

Horário de Brasília

Na Palma da Mari

O Grande Debate

O Mundo Pós-Pandemia

O Que Eu Faço?

Todo o conteúdo da grade digital da CNN Brasil é gratuito.

(Edição: Amauri Arrais)