Correspondente Médico: Qual a importância do arroz na alimentação?


Da CNN
10 de setembro de 2020 às 10:15

Nos últimos dias, o arroz se tornou o centro das atenções devido ao valor cada vez maior nas prateleiras dos supermercados. Com a pandemia, os amantes do principal item da mesa do brasileiro viram os preços ficarem cada vez mais salgados, aumentando também a busca por alternativas. O arroz é o terceiro alimento mais cultivado do mundo, atrás apenas do trigo e do milho.

Pensando neste cenário, o governo federal autorizou a isenção da tarifa para importar arroz até o fim do ano. A ideia é comprar de fora do país 400 mil toneladas para regular a alta no preço do alimento no mercado brasileiro, conforme apurou a CNNA medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (10). 

Na edição desta quinta, do quadro Correspondente Médico, do Novo Dia, o neurocirurgião Fernando Gomes explicou qual a importância do arroz para a alimentação do ser humano e como ele se tornou essencial e característico da cultura brasileira. 

"Existem diversos tipos de alimentos: aqueles que são importantes para a construção das células - as proteínas, os que oferecem vitaminas e fibras, por exemplo. Também existem alimentos que nos oferecem energia, como é o caso do arroz. Ele oferece uma carga de carboidrato que é fundamental para que todas as células do corpo funcionem", explica. 

Leia também:
Arroz chega a custar R$ 35 em supermercados de São Paulo
Exportação de arroz dispara 81%; Venezuela é maior compradora do Brasil
Brasil vai zerar tarifa de importação para 400 mil toneladas de arroz
Por que o arroz está tão caro? Saiba os motivos da alta do preço da cesta básica
'Não estamos tabelando o arroz', diz Secretaria após notificar supermercados

Correspondente Médico: Qual a importância do arroz na alimentação?

Correspondente Médico: Qual a importância do arroz na alimentação?

Foto: Reprodução/CNN

De acordo com o médico, se há ingestão de arroz integral com casca, os benefícios são ainda maiores para o corpo humano. Ele também destacou o famoso 'prato colorido'.

"Ele traz, além de energia, inúmeros elementos que fazem bem para a saúde e ajudam na regulação de todo o organismo também. Mas como a gente sabe que o maior consumo é do arroz branco, é super importante acrescentar verduras e legumes para balancear.", acrescenta.

Existe uma relação direta entre nutrição, saúde e bem-estar físico e mental do indivíduo. Por isso, o médico alerta para a ingestão balanceada de grãos como o arroz. Em excesso, ele pode estimular o ganho de peso. 

"Tudo exige uma medida certa nesta vida, inclusive para a nossa alimentação. Se o arroz oferece uma quantidade de energia suficiente para que você tenha o seu desempenho ativo durante todo o dia, eu diria que ele não engorda. No entanto, nós temos arroz doce, com canela e aí, sim, temos que ter cautela. Dizem até que o arroz faz bem para a pele porque há alguns elementos que ajudam na saúde dos tecidos", finalizou.

(Edição: André Rigue)